Resenha do livro “O Carteiro e o Poeta”, de António Skármeta

Terminamos de ler o livro “O Carteiro e o Poeta”, do escritor chileno António Skármeta, e depois assistimos a um filme livremente inspirado nessa obra. Após a leitura (e antes da “sessão de cinema”), escrevemos, individualmente, uma resenha. A que publicamos a seguir é a que foi produzida pela Yara.

O Carteiro Mario e o Poeta Pablo

No Chile, um jovem rapaz, chamado Mario Jiménez, “trabalhava” como pescador – mas ele vivia fingindo estar resfriado, para não precisar fazer o serviço, já que detestava a profissão. Então, subitamente, começa a trabalhar de carteiro. Porém, numa cidadezinha pequena, como a dele, quem receberia as cartas? Nada mais, nada menos que o poeta Pablo Neruda. No começo, Mario se sente nervoso. No entanto, depois de um tempo, uma amizade vais se formando entre os dois.
Estava tudo bem para Mario, que agora tinha emprego e um amigo novo. Mas aí, um dia ele vai ao bar e encontra Beatriz, a sensual filha da dona do estabelecimento, que com sua beleza o deixa mergulhado em profunda paixão. Desesperado por tê-la, Mario pede conselhos a seu novo amigo.
E agora? Será que Pablo ajudará Mario a conquistar sua amada? Um livro engraçado, romântico e cheio de metáforas lhe aguarda: um livro sobre paixão e amizade.

Categoria: Português Tags: , , .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *